Supercompensação de Glicogénio Muscular para Aumento do Rendimento Desportivo

É unanime que todos os atletas pretendem o máximo de rendimento aquando dos treinos e principalmente nas competições! O processo de Supercompensação de Glicogénio Muscular é muito importante, principalmente, para os atletas de provas de alta intensidade. Contudo, qualquer desportista beneficia com este mecanismo fisiológico. O glicogénio muscular é a forma de energia que se armazena nos músculos para que estes desempenham as suas funções. A Supercompensação de glicogénio muscular deve ser realizada nos dias antecedentes da prova e tem como objectivo maximizar em 50% as reservas de glicogénio muscular, que neste tipo de provas são intensamente consumidos. A alimentação rica em hidratos de carbono de qualidade nos 3 dias antes da prova e nos 2 dias seguintes deve ser adequada e valorizada para atingir os objectivos nutricionais. Além disso, o aporte de proteína com hidratos de carbono são fundamentais para a recuperação das fibras musculares. Neste sentido, o consumo de proteínas (carne, peixe, ovos, queijos frescos, leguminosas) têm grande interesse do ponto de vista nutricional, principalmente quando se adiciona um hidrato de carbono de qualidade. Por exemplo, quando adicionamos feijão ao arroz, permitimos que o organismo produza dois aminoácidos essenciais, ou seja, esta refeição fornece aminoácidos essenciais que o organismo não consegue produzir – metionina e lisina.